Riscos Evitáveis em Câncer de Mama

O câncer de mama, excluindo-se o câncer de pele, é o tumor maligno mais frequente nas mulheres, correspondendo a 28,1% dos casos. Apesar da alta incidência, a boa notícia é que se diagnosticado e tratado precocemente o câncer de mama tem um bom prognóstico, levando a resultados de cura acima de 90%, permitindo tratamentos menos agressivos e melhores resultados estéticos das cirurgias.
Quando falamos em prevenção do câncer de mama já nos vem à cabeça a realização da mamografia anual, o auto-exame das mamas e o exame médico anual, ou seja, o rastreamento do câncer. Porém estas ações na maioria das vezes resultam em um diagnóstico precoce do câncer, não em uma prevenção verdadeira. A verdadeira prevenção dessa neoplasia visa atuar em alguns fatores de risco que podemos controlar e que discutiremos a seguir:

  • 1- Obesidade. É o segundo maior fator de risco evitável para o câncer em geral, atrás apenas do tabagismo. Nas células de gordura existe a produção de estrogênio, principal hormônio feminino envolvido no desenvolvimento do câncer de mama, normalmente produzido nos ovários. Assim quanto mais gordura, mais quantidade de estrogênio e maior o risco de câncer. O ideal é manter um índice de massa corporal (IMC = nosso peso em KG / altura ao quadrado em metros) abaixo de 25 e a circunferência abdominal abaixo de 88cm.
  • 2- Alimentação. Existem alguns alimentos que estão associados ao aumento de risco de câncer, inclusive o de mama, tais como a carne vermelha, queijos mais calóricos (em geral os amarelos), açúcar, arroz branco, pão branco, enlatados, alimentos embutidos e processados.Por outro lado é benéfica a ingestão de frutas e verduras (ao menos 5 porções ao dia), carne branca, peixe (sobretudo aqueles ricos em ômega 3, como salmão, atum, cavala e sardinha), arroz integral, pão integral, legumes, cereais e derivados de soja.
  • 3- Sedentarismo. Também é um fator de risco para o câncer. A atividade física moderada a intensa, por uma hora, ao menos cinco vezes por semana, está associada a uma diminuição do risco do câncer de mama.
  • 4- Tabagismo e etilismo. O consumo de álcool e tabaco também estão associados a um aumento de risco para vários tipos de câncer, incluindo o de mama, sendo o tabagismo a principal causa evitável de câncer.
  • 5- Reposição hormonal. Outro fator de risco é o uso de hormônio feminino, principalmente o estrogênio, no tratamento da menopausa. Alguns estudos mostraram entre 26% a 40% de aumento na incidência do câncer de mama associado a reposição hormonal. Fica a dica: a prevenção primária através de uma alimentação saudável, prática de atividade física regular, manutenção do peso ideal e eliminação do consumo de álcool e tabaco, pode evitar cerca de 30% dos casos de câncer de mama, além de trazer vários outros benefícios. Procure a orientação dos profissionais da área de saúde (mastologista, oncologista, nutrólogo, nutricionista, etc). Eles poderão tirar suas dúvidas e lhe ajudar na prevenção do câncer de mama.

41. 3224-9470 | 41. 3234-2172

contato@geneseclinica.com.br

Rua Visconde de Nacar, 656 – Mercês. Curitiba – PR

Copyright – Desenvolvido com por Azempresas.com.br

Fechar